A primeira competição automobilística na América do Sul

02-competicaoCom a chegada do Francês, Conde Lesdaim ao Brasil, no inicio do ano de 1908, o qual já havia participado de provas automobilísticas pela Europa e Ásia, este impulsionou o desejo dos Brasileiros em criar uma corrida automobilística e esta foi idealizada pelo Automóvel Clube do Brasil e pelo Automóvel Clube de São Paulo que fora fundado 11 dias antes da realização da prova que ficou internacionalmente conhecida como "Circuito de Itapecerica".

Foto: O VENCEDOR DA PROVA-CONDE SÍLVIO PENTEADO

 

 02-corrida02-corrida2

ACIMA A IRMÃ DO VENCEDOR NO VOLANTE DO FIAT DE 40 HP E A PRESENÇA NO EVENTO DO FUNDADOR DO A.C.B, SANTOS DUMONT

REPORTAGEM DO JORNAL "O ESTADO DE SÃO PAULO"

Em julho de 1908, o Parque da Antarctica também foi palco da "largada" e "chegada" da primeira corrida automobilística ocorrida no Brasil e na América do Sul, fato que elevou a cidade ao nível das grandes capitais européias.

O "Circuito de Itapecerica" teve cobertura nacional e internacional pelos repórteres que estiveram presentes. O grande vencedor foi o paulista Sylvio Penteado com seu Fiat de 40 cavalos que, com a velocidade média de 50 Km/H, cumpriu o trajeto de 70 km em uma hora e meia, como relata o jornal O Estado de São Paulo, na edição de 27 de julho daquele ano:

"No Parque Antarctica, os paulistanos pagam 2 mil réis para assistir à partida e chegada da corrida, mas não é preciso gastar um só tostão para ver os carros durante a prova. Assim, uma grande parte dos 400 mil habitantes de São Paulo está nas ruas. É o que acontece também em Santo Amaro, Itapecerica da Serra e Embu, que completam o circuito da competição."

"Ao meio-dia, faltando apenas uma hora para o início da competição, estão repletas as arquibancadas do Parque Antarctica e seus gramados começam a ficar cobertos pela multidão. Mais de dez mil pessoas aguardam o momento da largada."

"A multidão não se dispersa. Todos querem assistir à distribuição dos prêmios: taças de prata e medalhas de ouro. Na tribuna de honra, os prêmios são entregues pelas mais altas Autoridades presentes: Miguel Calmon Du Pin de Almeida, ministro da Viação, representa o presidente da República, Afonso Pena; Jorge Tibiriçá, presidente do Estado de São Paulo; Barão Raimundo Duprat, prefeito de São Paulo; Aarão Reis, presidente do Automóvel Clube do Brasil; e o Conselheiro Antonio da Silva Prado, presidente do Automóvel Clube de São Paulo. As taças de prata são para Sílvio Penteado, Prado Júnior e Jordano Laport, que recebe também duas fruteiras de cristal oferecidas pela Câmara Municipal e a Prefeitura de Santo Amaro. Laport tinha levado menos tempo que os outros para fazer o percurso entre São Paulo e Santo Amaro. Jorge Haentjens e o motociclista Eduardo Nielsen ganham medalhas de ouro."

 

Assine nossa Newsletter

Automóvel Clube do Brasil

  • Endereço: Av. Indianópolis, 3201
  • São Paulo - SP - CEP 04063-006
  • Tel: 11 4102-7782 / 7723-7715 / Nextel: 2*18759
  • Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.